quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

O reencontro

Como é bom reencontrar pessoas que não encontramos há tempos! Para bater um papo, tomar uma cerveja ou simplesmente passar algumas horas em pé no meio da calçada. Agora o melhor reencontro, é aquele com “aquela pessoa”, sabe? Que a gente pensa sempre e deseja muito rever. Ontem foi um dia desses...
Mas, o bacana é antes do reencontro, que a gente passa um bom tempo, decorando diálogos, imaginamos mil e uma situações. Criamos uma lista de amenidades para conversar, pois, do contrário, poderíamos cair em tentação e entrar no assunto proibido: o passado. Proibido? Hum... Dentro da minha incapacidade de resguardar meus sentimentos, isto foi e é impossível. Como não falar da última vez que vi a pessoa e do que gostei ou não gostei ou ainda odiei?
E os diálogos desses reencontros? São sempre parecidos.
- Oi
- Oi
- E ai?
- tudo bem e você?
- Bem, e as novidades?
Nas primeiras horas é possível manter uma distância e fingir certo abnegativo. Mas todas as fantasias que você criou simplesmente somem; você não consegue mais encontrar as palavras amenas e falsamente desinteressadas quando está diante de alguém que, queria muito reencontrar. Ainda bem! Porque meu reencontro foi perfeito! Na verdade, parafraseando o encontro, ontem, “foi a melhor quarta-feira do ano”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário