segunda-feira, 31 de maio de 2010

Minha nova /antiga descoberta e paixão*

Tem sempre presente, que a pele se enrruga, que o cabelo se torna branco, que os dias se convertem em anos, mas o mais importante não muda !Tua força interior e tuas convicções não tem idade.Teu espírito é o espanador de qualquer teia de aranha. Atrás de cada linha de chegada, há uma de partida.Atrás de cada trunfo, há outro desafio.Enquanto estiveres vivo, sente-te vivo.Se sentes saudades do que fazias, torna a fazê-lo.Não vivas de fotografias amareladas.Continua, a pesar de todos esperarem que abandones.Não deixes que se enferruje o ferro que há em você.Faz com que em lugar de pena, te respeitem.Quando pelos anos não consigas correr, trota.Quando não possas trotar, caminha.Quando não possas caminhar, usa bengala. Mas nunca te detenhas.

*Camile Claudel

domingo, 30 de maio de 2010

Cultura é gênero de primeira necessidade, diz Lula

O país não pode prescindir de um metro quadrado de espaço cultural, porque é exatamente por meio da cultura que vamos construir uma sociedade mais justa e humanista”, afirmou.


De acordo com o presidente, a reabertura do Municipal, depois de dois anos de uma ampla reforma, reflete um momento de consolidação de políticas culturais no país. Lula lembrou de programas do governo com objetivo de facilitar o acesso à cultura, como o vale-cultura, e ressaltou as mudanças na Lei Rouanet para a expansão da produção artística no país.

“A cultura deve ser entendida como gênero de primeira necessidade porque assistir a um espetáculo num local tão maravilhoso e singular, como este teatro, alimenta tudo aquilo que nos é caro: nossos sonhos”, disse.

Lula destacou ainda a importância do Municipal para os cariocas, e para os brasileiros em geral, e criticou as administrações anteriores que não se responsabilizaram pela conservação e reforma do teatro. “Todo brasileiro é um pouco carioca. Vocês restauraram não apenas o teatro, que não tem preço, o preço está na autoestima”, afirmou.

Por, Agência Brasil

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Premiação nas áreas de teatro, circo e dança

Projetos para realização de festivais que estejam pelo menos em sua segunda edição e que promovam mostras de espetáculos e outras atividades de formação artística e reflexão crítica nas áreas de teatro, circo e dança podem receber apoio financeiro de até R$ 100 mil.


Os interessados podem enviar suas propostas até dia 24 de maio.

Confira informações mais detalhadas no link: www.cultura.gov.br/site/wpcontent/uploads/2010/04/premiofestartescenicas_2010_edital.pdf.

Programa Rede do Ministério da Cultura

Projetos que promovam oficinas artísticas, palestras, atividades pedagógicas, atividades integradas, exposições, oficinas de qualificação e seminários podem ser contempladas com o apoio financeiro de R$ 30 mil pelo Programa Rede do Ministério da Cultura.


Os interessados devem enviar suas propostas até dia 24 de maio.

O edital está disponível no link: www.cultura.gov.br/site/wpcontent/uploads/2010/04/redenacional_2010_edital1.pdf.

Prêmio Myriam Muniz 2010 com inscrições até dia 24

Montagens e circulação de espetáculos podem ser contempladas com o apoio financeiro de até R$ 150 mil do Prêmio Myriam Muniz 2010.
Os interessados podem inscrever suas propostas de projetos até dia 24 de maio de 2010.
Obtenha informações mais detalhadas no link: www.cultura.gov.br/site/wpcontent/uploads/2010/04/premiomyriammuniz_2010_edital.pdf.

domingo, 2 de maio de 2010

Museu do Clube da Esquina

O ministro da Cultura, Juca Ferreira, está entusiasmado com a ideia de ajudar a viabilização da proposta da sede do Museu do Clube da Esquina, de Belo Horizonte. Na manhã desta terça-feira, 27 de abril, em Brasília, ele recebeu Márcio Borges e Cláudia Brandão, diretores do Clube da Esquina, que vieram acompanhados do chefe da Representação Regional do MinC no Rio de Janeiro, Adair Rocha.

Na ocasião, foi apresentado ao ministro o projeto, que inclui museu virtual, museu vivo (itinerante) e museu físico, sendo este último o principal motivo da audiência. “Apesar de desenvolver várias atividades, o museu ainda não tem sede própria, dificultando, por exemplo, a ministração de cursos, oficinas, palestras e outras atrações direcionadas à música”, disse o compositor e escritor mineiro.
“O MinC quer ajudar, sou fã dessa ideia”, expressou Juca Ferreira, acrescentando que “música é a arte mais bem desenvolvida no Brasil, reconhecida no mundo inteiro”. Durante a reunião, chegou a telefonar para o prefeito Marcio Araujo de Lacerda a fim de propor uma parceria com o objetivo de viabilizar a iniciativa.
“A Prefeitura entraria com a casa e o Ministério com a adaptação do imóvel para o museu”, disse o ministro da Cultura ao chefe de gabinete que o atendeu, já que o prefeito de Belo Horizonte não se encontrava.

Ainda foi levantada a possibilidade do antigo Cine Pathé, localizado na Savassi, região nobre da capital de Minas Gerais, tornar-se a sede da instituição. “O Clube da Esquina agrega o que há de melhor da música mineira, e é excelente a ideia de fazer um centro, de onde pode haver a dinamização dessa música. O MinC tem o maior interesse”, acentuou o ministro Juca Ferreira.

Clube da Esquina

Como movimento musical, o Clube da Esquina nasceu nos Anos 60, a partir da amizade do cantor, compositor e instrumentista Milton Nascimento com os irmãos Borges - Lô, Marilton e Márcio. O primeiro LP, intitulado com o mesmo nome do grupo, foi gravado em 1972 e logo chamou a atenção pela riqueza das letras e a mistura de sons. Dentre as músicas, Tudo o que você podia ser, Um girassol da cor de seu cabelo, ambas de Lô Borges e Márcio Borges, e Nada será como antes, de Milton Nascimento e Ronaldo Bastos.

Juca Ferreira e Adair Rocha receberam das mãos dos diretores suas carteirinhas de sócios honorários da Associação dos Amigos do Museu Clube da Esquina. Atualmente, a entidade conta com 154 integrantes e vem sendo mantida com a promoção de eventos, como apresentações musicais e palestras em outras cidades brasileiras, encontros nos quais a parte histórica do movimento é enfatizada.

Saiba mais sobre o Clube da Esquina: www.museudapessoa.net/clube.

(Texto: Gláucia Ribeiro Lira)

(Comunicação Social/MinC

CINE CULTURA -CINE CULTURA

FILME: DIAMENTA DE SANGE
DIRETOR: Edward Zwick

MODERADOR: Prof. VALTER MACHADO FONSECA
Mestre em Educação Ambiental, Prof. Da UNIUBE


SINOPSE: O filme “Diamante de Sangue” (Blood Diamond), dirigido por Edward Zwick é uma das melhores produções cinematográficas contemporâneas. Vale destacar os trabalhos de Leonardo di Caprio [no papel de protagonista], Djimon Hounson e Jennifer Connelly. Talvez seja a melhor atuação de Di Caprio, em todas sua carreira na grande tela. O filme foge da rotina do cinema megalomaníaco de Hoolywood e, corre atrás dos fatos reais, presentes na História da Guerra Civil, que marca, de forma contundente, o continente africano. O enredo se baseia no tráfico internacional de diamantes em Serra Leoa, para mostrar as atrocidades cometidas contra a popualção africana, em favor do comério ilegal de pedras preciosas, e que visa atender os interesses de grandes corporações trans/multinacionais, que sobrevivem da exploração dos recursos naturais do continente africano.Mesmo com um argumento simples, o filme captura a realidade trágica e a violência numa essência verdadeira e brutal. É um filme sério, arrebatador e emocionante, um excelente drama.



DATA: 08/05/2010(SÁBADO)
HORÁRIO: 19h30

LOCAL: Salão Nobre da 14º Subseção da OAB/MG
Rua Lauro Borges, 82 – Centro


Logo após exibição do filme, debate e confraternização.

CERTIFICADOS VÁLIDOS PARA UNIVERSIDADE.

ENTRADA FRANCA

REALIZAÇÃO – OAB UBERABA

APOIO E COORDENAÇÃO

Aldo Luís Pedrosa
André Luis de Oliveira

Associação dos Geógrafos Brasileiros-AGB Uberaba

Centro Cultural da UFTM

Institudo Triagulino de Cultura
FAZU

Ricardo Luiz Oliveira Ferreira