terça-feira, 29 de outubro de 2013

Dum

Aperta bem apertado
Nó sem dó
Faz dum-dum sem tamborim
Há de parar
De muito apertar
Quem aperta?
Sem nota
Quem toca?
Sem maestro para ensinar
Toca de doer de tanto apertar
Achei que ia parar
dum-dum- dum
Doer não rima
Mas faz dum -dum apertado ficar

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Três poeminhas para brincar


Hoje acordei AZUL

bolinhas de sabão para tentar

Dormi dor de LARANJA

E sonhei VERMELHO de amar

Vou dormir CINZAS

Para acordar colorida
E ver a dor passar.


Desejo

Vontade

Quanto mais com você
Desejo

Com a vontade
De ficar quanto mais
Com vontade de desejo

 a mais
 Por você


*O amor, então, 
também, acaba?
Não, que eu saiba.
O que eu sei é que transforma
numa matéria-prima
que a vida se encarrega
de transformar em raiva
ou rima.

*De, Menina Pereba.