domingo, 31 de janeiro de 2010

Ipea lançou portal com informações sociais dos municípios

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) apresentou nesta quinta-feira (28/1) o portal Mapas Ipea, endereço que permitirá aos usuários identificar, no mapa nacional, informações sobre os municípios do Brasil.


A nova plataforma, elaborada a partir do software livre I3Geo, oferece dados publicados por ministérios e demais órgãos federais, além de funcionar com um buscador de pesquisas sociais. Podem ser consultados PIB interno, estatísticas de educação e outras informações relevantes ao cidadão.

Segundo o Ipea, qualquer pessoa poderá montar seu próprio mapa, sobrepondo as camadas de dados que lhe interessam, permitindo novos cruzamentos de dados. Por meio dele será possível, por exemplo, obter detalhes sobre as 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016.

O novo portal está disponível em quatro idiomas (português, inglês, espanhol e italiano), e será constantemente atualizado com novas bases de dados, informou o instituto. O endereço eletronico do IPEA é  http://www.ipea.gov.br/

Fevereiro: encerramento de inscrições em editais* para cultura

Aquelas velhas máximas de que início de ano é sempre morto e de que as coisas só acontecem mesmo depois do carnaval, não valem quando o assunto é encerramento de editais. É bom ficar atento porque, só na primeira quinzena de fevereiro, são dez os editais em fase de finalização. Para quem ainda não se inscreveu, ainda dá tempo. Confira os editais e seus prazos para inscrições. Boa sorte!


TÉRMINO: 01 FEVEREIRO
Edital Petrobras
Categorias: Festival de cinema
Informações: http://www.hotsitespetrobras.com.br/

TÉRMINO: 05 FEVEREIRO
Edital de modernização de museus 2010
Informações: http://www.cultura.gov.br/

TÉRMINO: 08 FEVEREIRO
Edital de produção de obras audiovisuais de longa metragem
Informações: http://www.festivalpaulinia.com.br/

TÉRMINO: 10 FEVEREIRO
Edital Mais Cultura de modernização de bibliotecas públicas municipais
Informações: http://www.cultura.gov.br/

Fundo Setorial do Audiovisual – Prodav 01/2009
Informações: http://www.cultura.gov.br/

Fundo Setorial do Audiovisual – Prodecine 01/2009
Informações: http://www.cultura.gov.br/

TÉRMINO: 12 FEVEREIRO
Prêmio Banco da Amazônia de Artes Visuais
Categoria: Pautas de exposições
Informações: http://www.bancoamazonia.com.br/

Prêmio Darcy Ribeiro 2010
Categoria: Ação educativa em museus
Informações: http://www.cultura.gov.br/

Festival Panorama de Dança – coLaBoratorio
Categoria: Residências artísticas
Informações: blog do coLABoratorio

TÉRMINO: 15 FEVEREIRO
Fundo Ibermedia 2010 – audiovisual

Categorias:

• Apoio a programas de formação orientados a profissionais da indústria audiovisual iberoamericana.

• Apoio à coprodução de filmes iberoamericanos – Linha Aberta a Documentário.

• Apoio ao desenvolvimento de projetos de cinema e televisão.

• Apoio a conteúdos para vendas internacionais “delivery”.

Informações: http://www.programaibermedia.com/

*Por Blog Acesso

sábado, 30 de janeiro de 2010

Anfibológica

Amo o não-presente
E o presente diz me amar

Quero o não-presente
Ser dele, e ele ser só meu
Meu corpo quando junto é como alma a transbordar

Meu corpo separado é como alma a navegar
Cruza sozinho e desprovido
O mundo encantado do amor iluminado

Iluminado é o presente
Que insiste em dizer me amar

Insisto amar o não-presente
Confusa
Será acerto ou erro?

O não-presente é amor?
É recusa
É paixão
É querer
Por não me querer em alma?

Mas sozinha, o presente permanece a me acompanhar
Sábado a noite é o presente que está
Futebol em família é o presente a ficar
Domingo com pequi é o presente a compartilhar

Será meu Deus que estou a perambular
Ah! Confusa e a chorar

Estava só e hoje o não-presente me enche de querer
É  melhor dos melhores
É desejo em corpo, alma, e o que mais querer
Sou sua e desejo você ser.

E o presente é a presença em companhia
Declarado seu ombro amigo
Sua felicidade para o meu estar não-presente.
Confessado apoio a minha ausência em inclinação.
Será este meu Deus, o verdadeiro amor, então?

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Atirou e acertou

Esse poema é prum amigo ilumiado que anda lá nas banda da princesa do sertão...

Atirou e acertou

Tentei falar
Tentei entender
Tentei explicar
Você me condenou por amar

Amigo que corta com palavras
Amigo que fere a alma

Reclama por tentar
Sacudir
Tocar
E na gravidade balançar
Em minhas mãos não confiar

Tentei conciliar
Você não desaprovou, mas exprobrou
Como sem nada querer cobrar

Falou de mim e falou para todos,
Da minha paixão sentida
Arrazoou jocosamente como numa brincadeira de montanha russa com letras a atirar

Atirou e acertou
Meu coração
Cortou
Não quero estar do lado geminiano de gostar

Amigo que se foi
Volta com dor cifrada
Em flauta doce e boca amarga da maldade do mundo

Desculpa! Mas vou tentar
Sei que posso me machucar
Mas nada vai doer tanto
Como essa brincadeira letrada de pecar

Se não tiver mais ai quando cair, não reza a profecia
Amigo não amarfanha
Amigo dá ombro pra chorar

Se não tiver mais ai quando fogos de artifícios meu coração soltar
É porque reza a profecia
Amigo que ama segredamente a chorar.

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

MinC tem R$ 800 mi para distribuir

Enquanto aguarda mudança da Lei Rouanet, ministério prepara o lançamento de prêmios culturais para o mês de abril. Se promessa for cumprida, recursos públicos vão se equiparar ao dinheiro movimentado pela renúncia fiscal em 2009


Não é primeira vez que o Ministério da Cultura (MinC) comemora um orçamento recorde. Mas, se nenhuma peça mudar de lugar, em 2010 a pasta que entrou na era Lula sob a batuta de Gilberto Gil, em 2003, será rica como nunca foi. Dos R$ 1,3 bilhão em 2009, houve um salto para R$ 2,2 bilhões. “É o maior crescimento proporcional que tivemos”, diz Alfredo Manevy, ministro interino.

A grande virada é que, desse bolo, R$ 800 milhões terão como destino o Fundo Nacional de Cultura (FNC) que, até aqui, era mera figura jurídica. “São esses R$ 800 milhões que justificam a reforma da Rouanet, já que a renúncia deixa de ser o único guichê”, diz Manevy. “Terá início um novo modelo, baseado nos fundos setoriais.”

Haverá programas e editais para áreas como cidadania e diversidade, Livro e Leitura, artes cênicas, música e artes visuais. O primeiro pacote de prêmios e bolsas tem lançamento previsto para abril. Outros dois se seguirão. A análise dos projetos ficará a cargo de uma rede de pareceristas composta por mais de 500 especialistas.

Manevy esclarece que o fundo dará preferência a quem tem mais dificuldade para bater à porta das empresas em busca de patrocínio. Mas ressalta: os critérios não incluem o verbete “consagrado”. “Um artista conhecido que faça experimentação também pode ter dificuldades. Será levado em conta o interesse público.”

Os editais contemplarão, por exemplo, projetos de formação e aquisição de acervo e de reforma ou construção de espaços cênicos. O FNC deve incorporar também prêmios feitos em parceria com a Petrobras, como o Klauss Vianna, de dança, e o Myriam Muniz, de Teatro.

Dinheiro real?

Um dos grandes fantasmas, quando se fala em orçamento direto, atende por um nome longo: contingenciamento. Trata-se de procedimento corriqueiro no governo. Ajuste aqui, ajuste ali, e parte do dinheiro acaba não sendo liberado. “Como o próprio nome diz, é uma contingência”, diz o secretário José Luiz Herência.

Contingência, segundo o “Aurélio”: “incerteza sobre se uma coisa acontecerá ou não”. “Mas tentaremos empregar esses recursos imediatamente”, afirma Herência.

O setor cultural tem, no entanto, um quê de gato escaldado. “Todo ano se anuncia orçamento recorde. Mas, em 2009, o MinC foi a pasta que teve o segundo maior contingenciamento, só atrás do Ministério da Pesca”, lembra o produtor Paulo Pélico.

“O fundo é, desde sempre, a nossa batalha. Apesar das promessas, ainda não temos segurança nem de que o dinheiro sairá nem de que nossas reivindicações serão atendidas, até porque nenhum documento veio a público”, diz Ney Piacentini, um dos líderes do movimento de grupos teatrais de São Paulo.

Quem está do outro lado do palco, aquele ocupado por produções tidas como viáveis comercialmente, tem outras ponderações. “O problema dos fundos é sempre a comissão. E esse ministério adora comissões”, diz o ator Juca de Oliveira. “Tenho sempre receio do guichê único”, diz Pélico. “Mas o fundo resolve um problema básico, que era termos o Parque Nacional Serra da Capivara [no Piauí] e o Cirque du Soleil disputando o mesmo dinheiro.”

Enquanto o fundo ganha forma, vê-se uma diminuição de recursos da renúncia fiscal. Alguns produtores atribuem a queda à insegurança dos patrocinadores ante as mudanças da Lei Rouanet.

Mas houve também a crise. “A renúncia é baseada no imposto a pagar, e havia uma perspectiva de que 2009 seria um ano economicamente difícil.

Algumas empresas preferiram ficar com o dinheiro em caixa”, diz Fernando Rossetti, secretário-geral do Grupo de Institutos Fundações e Empresas, que reúne os maiores patrocinadores. “Embora houvesse a expectativa da mudança da lei, acho que a retração se deve mais à crise.”

Fonte: Folha de S. Paulo, 22/01/10

Fundação Palmares divulga ciclo de palestras sobre elaboração de projetos e captação de recursos

A Fundação Cultural Palmares (FCP) divulgou, em nota publicada em 14 de janeiro de 2010, a implementação do Projeto Parabólica Palmares, com a realização de um ciclo de palestras com orientações básicas a respeito da elaboração de trabalhos e captação de recursos em dez capitais - Brasília, Belo Horizonte, São Paulo, Macapá, Salvador, Porto Alegre, Maceió, Recife, Goiânia e Rio de Janeiro - até março de 2010.

As palestras serão voltadas para gestores/as e técnicos/as de instituições de cultura afro-brasileiras, agentes culturais, políticos, artistas e produtores/as. A nota não traz outros detalhes da iniciativa, que estará sob a coordenação do Departamento de Fomento e Promoção da Cultura Afrobrasileira/DEP-FCP (diretor Elisio Lopes Junior, secretária Edcleide Honório, telefone 61 3424-0173, fax 61 3424-0133, e-mail dep@palmares.gov.br).

SPM, Unifem e UNFPA discutem criação da nova entidade de gênero das Nações Unidas

A agenda da ministra Nilcéa Freire, da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM), prevê para as 10 horas de quarta-feira, 27/1, uma reunião da ministra com representantes da Unifem e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) sobre o processo de criação da nova entidade de gênero das Nações Unidas, aprovada em setembro de 2009, em sua 63ª Assembleia Geral. A reunião será na sede da Unifem em Brasília-DF.

Governo federal participa do FSM 2010

O Fórum Social Mundial 2010 está sendo realizado de forma descentralizada, desde de ontem (25) quando começou o "Fórum Social 10 Anos: Grande Porto Alegre", um evento regional com atividades nas cidades de Porto Alegre, Gravataí, Canoas, São Leopoldo, Novo Hamburgo e Sapiranga, no Estado do Rio Grande do Sul, até sexta-feira, 29/1.

Está confirmada a participação do presidente Lula da Silva, na terça-feira, 26/1, às 18 horas, no Gigantinho (Porto Alegre-RS) e prevista a sua participação no Fórum Social Temático da Bahia - “Diálogos, diversidade cultural e crise civilizatória”, no sábado e no domingo, 30 e 31/1.

O Ministério da Cultura terá participação na série de atividades do Fórum na Grande Porto Alegre, integrando e apoiando a realização da 2ª Reunião Pública Mundial da Cultura (RPMC), em São Leopoldo, cuja abertura será realizada na terça-feira, 26/1, às 14 horas, no Teatro Municipal, com a presença do ministro interino da Cultura, Alfredo Manevy.

O Ministério do Trabalho também participa das atividades do FSM na Grande Porto Alegre por intermédio da Fundacentro - que apresentará estudo sobre as condições de trabalho de professores/as, realizado pelo Serviço de Ergonomia da instituição, e participará de mesa redonda sobre nanotecnologia -, da Secretaria Nacional de Economia Solidária - envolvida com o I Fórum e Feira Mundial de Economia Solidária em Santa Maria-RS - e do ministro Carlos Lupi, que profere palestra sobre como o Brasil superou a crise econômica em relação ao Mundo do Trabalho, na terça-feira, 26/1, no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Porto Alegre-RS.

Bahia

As atividades do FSM 2010 em Salvador-BA contarão com a participação da Secretaria Nacional de Juventude, por meio do secretário adjunto Danilo Moreira, que estará no Fórum Social Temático da Bahia, na sexta-feira, 29/1, às 9 horas, na Tenda da Juventude, em um debate sobre “A participação da juventude na construção de políticas públicas: Legado e Perspectivas” e no lançamento do livro "Quebrando Mitos – Juventude, Participação e Políticas".

Também em Salvador, participa do FSM 2010 o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), apresentando um painel sobre o tema "Desenvolvimento é necessariamente um processo de concertação" no sábado, 30/1, das 14 às 16 horas, no Hotel Pestana Bahia (Salão Gregório de Matos).

Em BH, população protesta: "A praça é do povo!"

Protesto em Beagá contra o Decreto n 13.798 de Dezembro de 2009, que proibe "eventos de qualquer natureza" na praça da Estação, que diga-se de passagem, foi reformada para ter a finalidade de receber eventos de grande porte, como o Forum Social Mineiro e diversos outros, gratuitos e ao ar livre.

sábado, 23 de janeiro de 2010

Instituto Avon arrecada mais de R$ 5 milhões em 2009

Focado em causas voltadas para a saúde e bem-estar da mulher, o Instituto Avon tem se destacado quando se trata de investimento social privado. Em 2009, o montante arrecadado ultrapassa a marca de R$ 5,25 milhões. O valor é resultado do empenho das revendedoras autônomas da marca ao vender produtos que apóiam as campanhas Avon Contra o Câncer de Mama e Fale Sem Medo – Não à Violência Doméstica.


Com a arrecadação, o Instituto Avon soma, ao longo de seus sete anos de existência, R$ 23,65 milhões destinados a vários projetos de prevenção e detecção precoce do câncer de mama e a ações que visam a rejeição total à violência doméstica e contra a mulher.

Só para se ter idéia, em dezembro foi inaugurado o primeiro Centro de Prevenção de Câncer de Mama Instituto Avon no Brasil – um dos mais modernos da América Latina. Foram investidos R$ 6 milhões nesta unidade que faz parte do complexo do Hospital de Câncer de Barretos (interior paulista), instituição referência no diagnóstico e tratamento dessa doença.

Além disso, a empresa acaba de anunciar a doação de R$ 1,7 milhão para a criação de um dos mais completos e modernos centros de prevenção e detecção precoce da doença da Bahia. O novo centro deve entrar em operação este ano e funcionará no Hospital Aristides Maltez, entidade reconhecida por sua atuação em tratamentos de câncer.

Já a Campanha Fale Sem Medo – Não à Violência Doméstica, também promovida pelo Instituto Avon, alcançou R$ 850 mil arrecadados em 2009, que serão aplicados na causa do fim da violência doméstica este ano. No Brasil, a Avon, por meio do Instituto Avon, destinou em 2009 R$ 1,5 milhão ao Unifem para promover ampla campanha de esclarecimento sobre a Lei Maria da Penha, inclusive para juristas e operadores de lei. http://www.br.avon.com/.

66% dos anunciantes nos EUA vão investir em mídia social em 2010

66% dos anunciantes americanos entrevistados para uma pesquisa sobre investimentos em marketing responderam que vão destinar verbas para a mídia social em 2010.


O levantamento foi feito pela Alteriana com mais de 1,000 profissionais de marketing. Os que irão investir em mídia social, 40% disseram transferir mais de 1/5 de seus orçamentos de marketing direto para o social media marketing.

36% dos pesquisados disseram ainda que estão destinando verbas para monitoramento e ferramentas de análise da mídia social.

Noticia do Media Post.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Ter ou não ter namorado

Quem não tem namorado é alguém que tirou férias não renumeradas de si mesmo. Namorado é a mais difícil das conquistas. Difícil porque namorado de verdade é muito raro. Necessita de adivinhação, de pele, de saliva, lágrima, nuvem, quindim, brisa ou filosofia. Paquera, gabiru, flerte, caso, transa, envolvimento, até paixão é fácil, mas namorado mesmo, é muito difícil.

Namorado não precisa ser o mais bonito, mas aquele a quem se quer proteger e quando se chega ao lado dele a gente treme, sua frio e quase desmaia pedindo proteção. A proteção dele não precisa ser parruda, decidida, ou bandoleira: Basta um olhar de compreensão ou mesmo de aflição.

Quem não tem namorado não é quem não tem um amor: é quem não sabe o gosto de namorar. Se você tem três pretendentes, dois paqueras, um envolvimento e dois amantes, mesmo assim pode não ter namorado.

Não tem namorado quem não sabe o gosto da chuva, cinema sessão das duas, medo do pai, sanduíche de padaria ou drible no trabalho.

Não tem namorado quem transa sem carinho, quem acaricia sem vontade de virar sorvete ou lagartixa e quem ama sem alegria. Não tem namorado quem faz pactos de amor apenas com a infelicidade. Namorar é fazer pactos com a felicidade, ainda que rápida, escondida, fugida ou impossível de durar.

Não tem namorado quem não sabe o valor de mãos dadas; de carinho escondido na hora em que passa o filme; de flor catada no muro e entregue de repente; de poesia de Fernando Pessoa, Vinicius de Moraes ou Chico Buarque lida bem devagar, de gargalhar quando fala junto ou descobre a meia rasgada; de ânsia enorme de viajar para a Escócia ou mesmo de metrô, bonde, nuvem, cavalo alado, tapete mágico ou foguete interplanetário.

Não tem namorado quem não gosta de dormir agarrado, fazer sesta abraçado, fazer compra junto.

Não tem namorado quem não gosta de falar do próprio amor, nem de ficar horas e horas olhando o mistério do outro dentro dos olhos dele, abobalhados de alegria pela lucidez do amor.

Não tem namorado quem não redescobre a criança própria e a do amado e sai com ela para parques, fliperamas, beira d'água, show do Milton Nascimento, bosque enluarado, ruas de sonhos ou musicais da metro.

Não tem namorado quem não tem música secreta com ele, quem não dedica livros, quem não recorta artigos, quem não se chateia com o fato de o seu bem ser paquerado.

Não tem namorado quem ama sem gostar, quem gosta sem curtir, quem curte sem aprofundar.

Não tem namorado quem nunca sentiu o gosto de ser lembrado de repente no fim-de-semana, na madrugada ou no meio-dia de sol em plena praia cheia de rivais.

Não tem namorado quem ama sem se dedicar; quem namora sem brincar; quem vive cheio de obrigações; quem faz sexo sem esperar o outro ir com ele.

Não tem namorado quem confunde solidão com ficar sozinho, não ri de si mesmo e quem tem medo de ser afetivo.

Se você não tem namorado porque descobriu que o amor é alegre e você vive pesando duzentos quilos de grilos e de medo, ponha a roupa mais leve e passeie de mãos dadas com o ar.

Enfeite-se com margaridas e ternuras, e escove a alma com leves fricções de esperança. De alma escovada e coração estouvado saia do quintal de si mesmo e descubra o próprio jardim.

Acorde com gosto de caqui e sorria lírios para quem passe debaixo da sua janela. Ponha intenções de quermesse em seus olhos e beba licor de contos de fadas. Ande como se o chão estivesse repleto de sons de flauta e do céu descesse uma névoa de borboletas, cada qual trazendo uma pérola falante a dizer frases sutis e palavras de galanteria. Se você não tem namorado é porque ainda não enlouqueceu aquele pouquinho necessário a fazer a vida parar e de repente parecer que faz sentido.

Carlos Drummond de Andrande

domingo, 17 de janeiro de 2010

... 14,15,16 – Água, sol, saudade e poesia.



Rancho com a família no fim de semana, pode dar em muitas coisas, o meu deu em poesias, algumas serão aqui publicadas outras ficaram lá na gaveta fechada:



A ponte

De um lado Minas do outro São Paulo

De um lado minha paz do outro a edificação de tijolos

De um lado árvores do outro intrusas

De um lado paisagem do outro presença

De um lado você do outro eu. E no meio, o Rio Grande.


Não faço parte

Um sentimento evasivo me toma – Não faço parte.

Uma terrível sensação de não gostar de nada que me cerca.

Uma moral católica me ensina e impõe algo temeroso, contra o dito sentimento abominável.
Penso: abominável pra quem? Para aqueles que querem manter o positivismo – Ordem e Progresso!

O que quero muito mais do que o meu querer é aquele condenável a Deus, que parece não muito querer.
Sinto uma imensa vontade de estar, falar, sentir, tocar e saber por que quero esse tanto não querer.



Haikai (1)
Voa passarinho
Vai mostar o meu carinho
Para quem está do outro lado do seu ninho

Haikai (2)
Tanto quero
Um tanto de você
Que chega um tanto doer
O querer tanto você



Aqui é só alegria

O Luan chegou, viu, olhou e não gostou.

Mas sua revolta aumentou quando na placa finalizou; Aqui é só alegria.

Perguntou: Posso mudar por exclamação ou interrogação? E Logo recebeu uma ponderação

Sinto falta dos jogos de ação! Mas, entrevou para as turvas águas de onde tirou fotos, peixes e salvou ratos voadores.

Sua alegria é aqui, mas é lá também do alto do Cuiabá, de onde tudo começou a inventar.


(Falta Foto de trás)

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Prêmio ANA 2010

O Prêmio da ANA (Agência Nacional de Águas) 2010 tem como tema “Água: o desafio do desenvolvimento sustentável”. Municípios e entidades sem fins lucrativos com destaque pela excelência e contribuição para a gestão e o uso sustentável da água podem se inscrever até 31 de maio.

Para obter mais informações, visite o site: www.ana.gov.br/premio, envie e-mail para premioana@ana.gov.br ou entre em contato pelo telefone (61) 2109-5412.

O Instituto Brasileiro de Museus seleciona projetos

O Instituto Brasileiro de Museus está selecionando projetos de pessoas jurídicas de direito público e privado sem fins lucrativos que visem a modernização da infraestrutura e aquisição de equipamentos, material permanente, acervos museológicos, serviços e adequação de espaços museais.


As atividades de municípios financiáveis são:

· Aquisição de acervos museológicos;

· Aquisição de equipamentos de informática;

· Aquisição de equipamentos de segurança;

· Aquisição de equipamentos para conservação, climatização e controle ambiental;

· Aquisição de equipamentos de iluminação;

· Aquisição de equipamentos de comunicação;

· Aquisição de equipamentos e mobiliário para exposições de longa duração e reservas técnicas;

· Aquisição de equipamentos e mobiliários destinados à promoção de projetos educativos;

· Aquisição de equipamentos e mobiliários destinados à área administrativa do museu;

· Adaptação de espaços físicos do imóvel;

· Elaboração de projetos para execução de obras e serviços;

· Elaboração de planos museológicos ou projetos museográficos;

· Instalação e montagem de exposições.

Já as atividades das entidades privadas sem fins lucrativos financiáveis são:

· Adaptação de espaços físicos do imóvel;

· Elaboração de projetos para execução de obras e serviços;
· Elaboração de planos museológicos ou projetos museográficos;

· Instalação e montagem de exposições.

As propostas deverão ser enviadas até dia 05 de fevereiro

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Sancionada lei do Simples para a cultura

Uma lei que enquadra produções cinematográficas, artísticas e culturais no regime de tributação para Micro e Pequenas Empresas foi sancionada. Publicada no Diário Oficial da União (DOU) do dia 29 de dezembro de 2009, a Lei Complementar 133/2009 une quatro impostos federais, um estadual e um municipal.


O texto altera a Lei Complementar 123/2006 – que estabelece o Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte – por incluir mais um parágrafo no artigo 18. Na prática, a partir deste 2010, os trabalhadores do setor cultural passam a pagar uma alíquota mínima de 6%, em vez dos atuais 17,5%.

De acordo com a Lei do Simples Nacional, os que optarem pelo regime tributário têm o seguinte critério: comprovam o recebido no ano-calendário anterior receita bruta dentro dos limites estabelecidos em lei. Na condição de Microempresa, igual ou inferior a R$ 120.000,00 e na condição de empresa de pequeno porte, superior a este valor.

O Simples da Cultura, como ficou conhecida a lei, deve beneficiar 6% das empresas brasileiras, que desempenham atividades culturais, o que representa emprego para mais de 1 milhão de pessoas, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

As empresas têm até o final de janeiro de 2010 para optar pelo Simples.

ATÉ R$ 1.000.000,00 PARA PROJETO ESPORTIVO DE FUNCIONAMENTO DE NÚCLEOS DE ESPORTE RECREATIVO E DE VIDA SAUDÁVEL

Até 26 de janeiro de 2010, estão abertas inscrições para seleção de projetos de Prefeituras, ONGs e Instituições de Ensino Superior para o desenvolvimento de atividades esportivas, tais como eventos de lazer, oficinas de esporte, dança, ginástica, teatro, música, orientação à caminhada, capoeira e outras atividades esportivas/culturais.


Pode ser inserida nos projetos a contratação de agentes sociais do lazer, aquisição de material de consumo e permanente, ações de capacitação e realização de eventos de esporte e lazer. Cada entidade interessada poderá inscrever, no máximo, dois projetos, devendo ser um para Núcleo de Esporte Recreativo e de Lazer e outro Núcleos Vida Saudável. (anexo Edital e Projeto Básico modelo).

Para informações adicionais sobre os projetos esportivos, contate o Ministério do Esporte pelos telefones (61) 3429.6872 e 3429-6812 ou e-mail: esportelazerdacidade@esporte.gov.br.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Na sala com luz e Mafalda

Depois do mar de água salgada em que dormiu, com ajuda da fluoxetina, Mafalda acordou com os olhos ensoberbecidos. Passou a manhã decorando falas para aliviar seu coração atormentado e dizer para aquele, que nada agrada seus amigos mais íntimos, (mesmo sem conhecê-lo), o que se passa em sua alma.

Nós, amigos, não gostamos dessa “dita relação” porque a Mafalda está com alterações de comportamento e humor, enfraquecimento para com o mundo, com os trabalhos diários e para com luta pela construção de sua história de vida.

Continuando, o telefone dela tocou no inicio da tarde, era ele! Mafalda, não disse nada com nada, teve uma típica aceleração cardíaca e concordou em sair com sua relação. Foi pra casa do moço e me garantiu que falaria tudo o que sente.

Agora na sala com luz, bem mais calma, Mafalda me contou que entrou muda e saiu calada, única coisa que fez foi dar e receber carinho. Imagine vocês, a comunicação entre os homens e tão antiga, quando seu aparecimento na forma de Primata, e uma mulher moderna e antenada, fica emudecida na frente de um simples gênero oposto.

Ela me disse que não consegue falar, porque não sente confiança nele, apesar de sentir uma avassaladora paixão. Pensei que passaria mais uma vez, por uma noite daquelas! Mas ela me garantiu que poderia ir embora, que tá ótima! E mais, disse  que é muito importante uma mulher manter o copo bem vazio, para enxergar tudo clarinho, e  a frase da sua saudosa avó, fez muito sentido: "Filha, amor é igual planta se não cuidar e regar ela seca e morre."

Pelo visto, Mafalda logo voltará a ser a mulher irradiante que adoramos! E vou ter minha amiga de volta, de coração aberto e pronta pra outra. Em sua homenagem termino este texto com o ilustre Machado de Assis:

"As Melhores Mulheres pertencem aos homens mais atrevidos. Mulheres são como maçãs em árvores. As melhores estão no topo. Os homens não querem alcançar essas boas, porque eles têm medo de cair e se machucar. Preferem pegar as maçãs podres que ficam no chão... Assim, as maçãs no topo pensam que algo está errado com elas, quando na verdade, ELES estão errados... Elas têm que esperar um pouco mais para o homem certo chegar... aquele que é valente o bastante para escalar até o topo da árvore”.

Visão super mega política do Zuzu do "nosso" fim de semana. Mas, com comentário mafaldiana de ser!

http://zuzu-uberaba-minas.blogspot.com/2010/01/um-interessante-final-de-semana.html

Transferências de recursos federais para projetos municipais ou de organizações não governamentais

As ações de patrocínio do Governo Federal incentivam a inclusão social e a qualidade de vida por meio de projetos nas seguintes áreas:


· Ambiental: Conhecimento, proteção, recuperação e desenvolvimento dos recursos ambientais.

· Cultural: Manifestações artísticas, sociais, lingüísticas e comportamentais para preservação, proteção e/ou avivamento da memória nacional. Dentre elas podemos citar: atividades circenses, dança, apresentação mímica, espetáculos teatrais, óperas, exposições visuais, festas, cinema, multimídia, rádio, televisão, música, entre outras.

· Educacional: Aprendizagem para a formação da personalidade, aperfeiçoamento e desenvolvimento intelectual. Entre suas ações estão: Brasil Alfabetizado, Brasil Sem Homofobia, Escola Aberta, Ensino Profissional, Ensino Especial, Inclusão Digital, entre outras.

· Esportiva: Ações profissionais e lúdicas nas áreas do esporte aéreo, aquático, motorizado, paradesportivo, práticas históricas, e terrestre.

· Eventos: Aniversários, conferências, congressos, convenções, encontros, feiras, fóruns, inaugurações, visitas, prêmios, seminários, simpósios e workshops que não se enquadrem nas áreas de patrocínio citadas acima.

Para realizar as transferências de recursos para as entidades executoras dos projetos, o Governo Federal realiza as ações por meio dos seguintes órgãos:

· Banco da Amazônia S.A;

· Banco do Brasil S.A.;

· Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social;

· Banco do Nordeste do Brasil S.A.;

· Casa da Moeda do Brasil – CMB;

· Caixa Econômica Federal;

· Companhia Hidrelétrica do São Franscisco – CHESF;

· Centrais Elétricas do Norte do Brasil S.A. – Eletronorte;

· Centrais Elétricas Brasileiras S.A. – Eletrobrás;

· Eletrosul Centrais Elétricas S.A.;

- Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária – INFRAERO;

· Eletrobrás Termonuclear S.A. – Eletronuclear;

· Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos;

· Furnas Centrais Elétricas S.A.;

· Ministério da Cultura;

· Ministério do Esporte;

· Ministério do Meio Ambiente;

· Ministério do Turismo;

· Ministério da Educação;

· Ministério das Relações Exteriores;


· Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome;

· Petróleo Brasileiro S.A.;

· Petrobrás Distribuidora S.A. – BR Distribuidora;

· Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República;

· Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial;

· Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres;

· Secretaria Geral da Presidência da República.

As transferências de recursos podem se efetuar por meio de projetos de lei ou por meio de seleção de projetos enviados aos órgãos citados acima por municípios ou entidades sem fins lucrativos.

Desta forma, para que seu município ou entidade consiga recursos federais para desenvolver seus projetos, é necessário conseguir um projeto de lei para emenda orçamentária por meio de um Deputado ou Senador, ou concorrer às seleções de projetos dos órgãos patrocinadores.

domingo, 10 de janeiro de 2010

No quarto escuro com Mafalda – Parte 2.

Mafalda passou o fim de tarde e o início da noite no quarto escuro chorando, como uma criança, que não ganhou o que tanto queria.

Sabe que ela queria?
As segundas, as terças, as quartas, as quintas, o sábado e o domingo. Não necessariamente tudo de uma vez só, pelo o que entendi!
E porque ela só tinha, as quartas depois do futebol, a sextas depois das festas e o domingo depois das dez. (Bem sessão coruja, né?!)
E ai ela me perguntou, limpando os olhos inchados:

- Sou feia?
- Claro que não Mafalda!
- Sou chata, fedida ou nojenta?
- Não, Mafalda!
- Então porque não tenho inteiro?
- Talvez porque a maldade vem assim, pela metade, em contra-gotas semanais.

Continuou com seu mar de água salgada, que escorria por seus olhos. Ai perguntei, por que estava assim, tão emaranhada em lágrimas e ela respondeu;

-Porque dói.
-O que dói Mafalda?
- Dói gostar inteiro.

Bom o que fazer? Deixei ela lá, na escuridão de seu quarto e vim aqui, escrever suas histórias, que muito me impressiona. Afinal é a Mafalda, mulher que todas querem ser! Quem diria que também chora igual uma criança!
Mas antes de ir disse a ela, alguma coisa que tinham lido, acho de Shakespeare:

-Chora Mafalda, Chora, porque “Chorar é diminuir a profundidade da dor” e sua dor é sinal de que sua enfermidade está saindo do seu corpo e da sua alma e logo logo, estará curada .

E ela me mostrou um papel com as mãos trêmulas, e perguntou se aquele texto do retardado do Arnaldo Jabor, tinha sentido.

- Bom Mafalda, sentido só a ciência, mas deixe me ler:

“Ninguém ama outra pessoa pelas qualidades que ela tem, caso contrário os honestos, simpáticos e não fumantes teriam uma fila de pretendentes batendo a porta.

O amor não é chegado a fazer contas, não obedece à razão. O verdadeiro amor acontece por empatia, por magnetismo, por conjunção estelar.

Ninguém ama outra pessoa porque ela é educada, veste-se bem e é fã do Caetano. Isso são só referenciais.

Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca.

Ama-se pelo tom de voz, pela maneira que os olhos piscam, pela fragilidade que se revela quando menos se espera.

Você ama aquela petulante... Você abomina Natal e ela detesta o Ano Novo, nem no ódio vocês combinam. Então?

Então, que ela tem um jeito de sorrir que o deixa imobilizado, o beijo dela é mais viciante do que LSD, você adora brigar com ela e ela adora implicar com você. Isso tem nome.

Você ama aquele cafajeste.... Ele não tem amenor vocação para príncipe encantado e ainda assim você não consegue despachá-lo.

Quando a mão dele toca na sua nuca, você derrete feito manteiga..... Por que você ama este cara?

Não pergunte pra mim; você é inteligente. Lê livros, revistas, jornais. Gosta dos filmes dos irmãos Coen e do Robert Altman, mas sabe que uma boa comédia romântica também tem seu valor.

É bonita. Seu cabelo nasceu para ser sacudido num comercial de xampu e seu corpo tem todas as curvas no lugar. Independente, emprego fixo, bom saldo no banco. Gosta de viajar, de música, tem loucurapor computador e seu fettucine ao pesto é imbatível.

Você tem bom humor, não pega no pé de ninguém e adora sexo. Com um currículo desse, criatura, por que está sem um amor?

Ah, o amor, essa raposa. Quem dera o amor não fosse um sentimento, mas uma equação matemática: eu linda + você inteligente = dois apaixonados. Não funciona assim.

Amar não requer conhecimento prévio nem consulta ao SPC. Ama-se justamente pelo que o Amor tem de indefinível.

Honestos existem aos milhares, generosos têm às pencas, bons motoristas e bons pais de família, tá assim, ó!

Mas ninguém consegue ser do jeito que o amor da sua vida é! Pense nisso. Pedir é a maneira mais eficaz de merecer. É a contingência maior de quem precisa.


- Bem se tem sentido, não sei Mafalda. Mas sei que está na hora de dormir e esquecer a maldade lá de fora, aqui dentro do seu quarto escuro, ninguém há de machuca - lá mais.

No quarto escuro com Mafalda


sábado, 9 de janeiro de 2010

Quais entidades sem fins lucrativos podem receber recursos federais?

As entidades sem fins lucrativos podem ser beneficiadas pelas transferências de recursos federais para o desenvolvimento de seus projetos desde que eles visem à cultura, à assistência social, à educação ou à saúde.


Para tanto, as entidades devem ter registro no Conselho Nacional de Assistência Social, qualificação de Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, ou contrato de gestão com a Administração Pública Federal.

Além disso, elas devem querer executar projetos nas áreas em que já desenvolvem ações há pelo menos três anos regularmente, e comprovar a regularidade do mandato de sua diretoria.

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Levantamento revela as áreas alvo para patrocínio

Levantamento da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República constatou que R$ 867,3 milhões foram destinados a patrocínios de projetos no ano de 2008. A cultura foi a área que recebeu mais investimentos (47,5%), seguida do esporte (21%).

Este fato é justificado pelo fato de serem áreas que dão mais visibilidade aos patrocinares. Todavia, os patrocínios nas áreas social e ambiental têm aumentado, tendo em vista o crescimento do marketing em volta da responsabilidade social.

Com a preparação do país para as Olimpíadas de 2016, aposta-se que haverá um grande crescimento de patrocínios nas áreas esportiva e social.

sábado, 2 de janeiro de 2010

Artigo Renato Rabelo: O Brasil termina o ano em condição muito favorável

Como na física, num sistema de forças no qual o seu conjunto converge para uma tendência resultante ascendente e de maior potência, assim tem sido o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva neste final de ano. Os vários fatores e circunstancias resultam numa condição muito positiva para o desempenho do seu governo.

A liderança de Lula adquire um papel histórico proeminente, pela dimensão do prestígio alcançado no plano nacional e internacional. O Brasil se destaca como potência proeminente nas Conferências internacionais, nas parcerias estratégicas, na integração regional. O papel de Lula é alçado à personalidade do ano por dois influentes jornais europeus, o espanhol El País e o diário francês Le Monde. Albert Fishlow, renomado professor, escolhe a China como o ¨país do ano¨, mas afirma que o Brasil ¨chegou bem perto¨ deste título.

O governo Lula, apesar da sua dualidade original, conseguiu esboçar e iniciar um novo projeto nacional de desenvolvimento, que permitiu um crescimento mais acelerado desde 2007, superando rapidamente a grande crise capitalista 2008-2009 que atingiu todo o mundo. Mesmo o Banco Central já prevê um crescimento de quase 6% para 2010. A descoberta de petróleo na extensa área do Pré-sal, resultante do nível tecnológico alcançado pela maior estatal brasileira, as conquistas para a realização dos maiores eventos desportivos mundiais no Brasil, denotando o prestigio internacional atingido pelo país, abrem novas perspectivas de volumosos investimentos, além dos ¨PACs¨ e incrementos sociais, podendo sustentar um desenvolvimento acelerado, contínuo e por longo tempo. Para atingir esse elevado nível de desenvolvimento temos insistido na necessidade de redirecionar a política macroeconômica no sentido expansivo, permitindo taxas de investimento imediatas de 21% do PIB, podendo alcançar 28% ou mais.

A tendência é que o nível de emprego e renda se eleve, o salário mínimo mantenha ganhos reais sucessivamente e os planos de construção de milhões de moradias populares se concretizem. Apesar de passos importantes, ainda os desafios sociais mais significativos estão na saúde e educação, que requerem maiores investimentos e maior qualificação universal. E para uma mais justa distribuição de renda é impostergável uma reforma tributaria progressiva, que onere as altas rendas e desonere os produtos do consumo básico e de massa.

No terreno político a marca principal são os êxitos do governo e a ofensiva em todos os planos políticos liderada por Lula. As sucessivas pesquisas de opinião demonstram essa afirmativa. A oposição está desarvorada, sem discurso, sem projeto alternativo, sem encontrar uma forma unitária de candidatura presidencial. A oposição se vê impelida, diante do prestigio do governo atual, a afirmar com a maior cara de pau, que Lula é uma ¨continuidade¨ do último governo tucano de Fernando Henrique Cardoso, que foi um governo de crise, déficits,
apagão, desemprego, subordinação ao FMI e alinhamento aos EUA.

No contexto da política externa, de forma simples em recente entrevista, o Ministro Celso Amorim sintetizou a nossa orientação externa: ¨incomoda o Brasil agir sem pedir licença¨. Numa questão estratégica ao sistema de poder mundial, o presidente Lula deu apoio público ao programa nuclear iraniano e reafirmou sua posição critica
em relação ao monopólio nuclear. Ou como afirma o Ministro Amorim, ¨se as potências atômicas não estão dispostas a se desarmar, não têm moral para cobrar dos outros¨.

Na recente Conferência Mundial de Copenhague o Brasil ocupou uma posição de vanguarda, chegando a propor metas de redução de emissões de gases de efeito estufa, sem paralelo, da ordem de 36% a 39% até 2020, agindo na redução drástica do desmatamento na região amazônica e na dos cerrados. Mas, a questão central, por trás de toda essa discussão sobre o clima, está em saber: quais as fontes de energia para o desenvolvimento? E o Brasil é quem tem as principais fontes energéticas limpas (hidroelétricas) e projetos mais desenvolvidos de matrizes de energia renovável (biomassa).

|Mas o aspecto mais importante dessa Conferencia de Copenhague, não ressaltado pela grande mídia, que, ao contrario, procurou diversionar, está no embate travado, em última instância, entre o imperialismo norte-americano e países ricos de um lado e, de outro, os demais países do mundo, refletindo aí um quadro de um mundo em transição, na luta que se agudiza contra a hegemonia unipolar e a ascensão de novos pólos dinâmicos de poder como os Brics, que são expressão desse jogos de poder mundial na atualidade. Em Copenhague surgiu o grupo de países denominado Basic (Brasil, Índia, China e África do Sul), com a África do Sul substituindo a Rússia, ocupando o Brasil um papel de liderança nessa aliança especifica que visa definir as formas de energia para o desenvolvimento sustentável nos países ¨emergentes¨. Essa aliança foi fundamental para enfrentar os Estados Unidos, derrotando-o no seu propósito de isolar a China e impor arrogantemente meios de controle sobre os países “periféricos¨.

Por fim, o panorama na America Latina demonstra o desenvolvimento do curso ascendente democrático e antiimperialista com a reeleição de Evo Morales na Bolívia e a eleição de José (Pepe) Mujica, no Uruguai. Isso
tudo, apesar da contra-tendência hegemonista, imperialista, para fazer frente a essa tendência por soberania dos países latino-americanos, como a reativação de IV Frota Naval dos Estados Unidos e a instalação de bases militares desta potência na Colômbia.


Fonte: Blog do Renato

Fotos Revellion

Antes da meia noite: Luan meu filho e Chicão meu amigo mais iluminate!
















Depois da meia noite, festa animadíssíma do Samir e da Faraídes, com adereço, boate e muita risada, tão animada que esquecemos das fotos coletivas, a única foi essa de banheiro super brega.  Sabe porque a tartaruga toma só uma cerveja? rsrsrsrsrsr

















Depois da festa, lá pelas 5 da manhã na casa do zuzu, com Teresopólis, Naguelle e Charuto Cubano. Porque não somos tartarugas. rsrsrsrsrsr (foto tirada pelo Luan, que também não é tartaruga e toma muito capuccino)