sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

DIÁLOGOS ENTRE A SOCIOLOGIA POSITIVISTA E O FILME ADMIRÁVEL MUNDO NOVO*

Admirável Mundo Novo – 1998 - é a versão de maior sucesso do Livro. O filme é sobre uma sociedade de pessoas que, através da eugenia, foram criados de maneiras específicas, que vão desde os Alfas, que são os políticos, para o Deltas, os que fazem o trabalho servil. É uma espécie de sistema de castas, e além da programação genética, as pessoas são psicologicamente condicionado a aceitar a "casta" de que eles pertencem e ser feliz com isso. Como uma forma final de controle, os cidadãos do admirável mundo novo também são viciados em uma droga inebriante, Soma, que os mantém em um estado constante de felicidade.
Nesta utopia, existe também uma Reserva Selvagem, onde estão as pessoas que não vive este estilo de vida, condicionado. A história começa quando, John Cooper (Tim Guinee) e sua mãe Linda (Sally Kirkland), são trazidos para o mundo civilizado por dois Alfas, Bernard Marx (Peter Gallagher) e Lenina Crowne (Rya Khilstedt). Cooper entra no admirável mundo novo com esperança e entusiasmo. "O Selvagem" conhece ainda a maneira como são "educadas" as crianças e como vivem as pessoas neste mundo e não entende muitas coisas e outras tantas acontecem em sua vida, que o levam a grandes reflexões. Um exemplo é quando em um hospital John vê várias crianças ao redor de um doente muito mal, quase perto da morte, ele fica espantando, mas a enfermeira explica que é preciso ensinar desde cedo às crianças com a morte.
Esta nova civilização baseada em condicionamento, com frases prontas e respostas prontas para tudo, traz também um personagem presente quase todas as situações e acontecimentos na história, o Soma, uma espécie de droga que serve como ponto de fuga para os problemas "sentimentais" das pessoas.
O conceito de felicidade e suas possíveis ligações com os pressupostos positivistas mostrados no filme “Admirável Mundo Novo”
Esta história ilustra a questão do controle totalitário. Quando a história de Huxley, que precedeu a Segunda Guerra Mundial, mostra um sistema genuinamente com intenções benevolentes, à felicidade superficial é atingida não apenas a um custo de liberdade individual grande, mas também sacrificando a ciência, a arte e a filosofia, e re-escrevendo a história. Como o filme tenta mostrar, no montante de condicionamento pode extinguir o espírito humano para viver e pensar livremente. Nesta perspectiva, pensando positivistamente a felicidade é uma conquista objetiva, tendo como caminho uma droga distribuída pelo governo, pois a "Felicidade universal mantém as rodas da sociedade de forma constante mudança."
Como é óbvio, o filme não é sobre o enredo ou personagens, mas realmente sobre os conceitos apresentados. Reprodução e educação estão sob o controle estrito do governo, e a felicidade é a única coisa que qualquer cidadão deveria prosseguir. A mensagem que a felicidade pode ser encontrada ainda é agradável, mas Huxley estava falando sobre a sociedade, como rolo compressor, se a "ortodoxia ameaça a sociedade” há aqui um contra censo com sociologia positivista, que procura classificar e organizar a sociedade em um estudo de evolução da mesma, mas há também uma proximidade quando traz a felicidade para o campo do concreto e estabelece-a como uma meta evolucionista.
O ser humano, no filme, é o mesmo por toda a parte e em todos os tempos, em virtude de ser uma incubadora geradora dos homens e a felicidade é a meta. No pensamento positivista, isto é uma verdade absoluta, em virtude de possuir idêntica constituição biológica e sistema cerebral e o homem compreende as relações entre as coisas e os acontecimentos, através da observação, formulando leis, portanto não mais procura conhecer a natureza intima das coisas e as causas absolutas, característica intima da realidade dos habitantes do Admirável Mundo Novo, em busca da felicidade como forma de organizar a sociedade.
* Sumayra Oliveira
REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA LAKATOS, Eva Maria. Sociologia Geral. 7 ed. São Paulo: Atlas, 1999.

Um comentário:

  1. Muito obrigado! Esse texto foi extremamente importante pro trabalho escolar que eu tenho que fazer!!

    ResponderExcluir