sábado, 13 de dezembro de 2008

Festa com gente igual e à sorumbática realidade do jornalismo em Uberaba

Acabei de chegar de uma festa - um lançamento de uma revista bimestral, isto mesmo a cada dois meses há uma festa para lançar a revista, de um jornal da cidade.

Imaginem só... A cada dois meses você faz uma revista a lá CARAS, e realiza uma festa para lança - lá! Depois a elite vem falar em crise?

Mas, quero me ater à festa, (apesar de ter sido advertida que não falasse muito) vou apenas descrever - lá; esta edição aconteceu no Jóquei com bebidas a vontade e buffer, com gente rica, mais ou mesmos ou como eu, políticos, puxa-sacos, madames, jornalistas, ecléticos, divertidos, sem graças e metidos - como toda festa!

Fico aqui pensando... Uberaba não tem uma revista de opinião que eleve a consciência e participação popular... Se o tal jornal publicasse uma revista teórica a cada dois meses com temas atuais e polêmicos, e fizesse um debate com nomes interessantes, em Escolas e Universidades gastariam menos e contribuiriam mais para a sociedade.

Fico triste em saber que ainda gastam dinheiro com tamanha demonstração do vazio, a Bienal de São Paulo o fez, justamente porque não tinham dinheiro. Espero e apelo aos estudantes de jornalismo que não façam parte deste pequeno circo burlesco e ajudem a mudar esta sorumbática realidade do jornalismo em Uberaba.

Nenhum comentário:

Postar um comentário