sábado, 8 de agosto de 2009

Sem descobrir

Envergadura moral ou amoral? Inclinação ou declinação? Não importa / Nem tente, quem nota? Alguém entende?!
Prefiro sem "L" / Prefiro amora / Prefiro sem nota / Eu me importo / Importo com o que importa / Não, não entendo quem nota!
Notei e não sou notado / é vazio, cheio de pecado / batendo no couro até o dedo esfolar / sentindo na pele, revele / a célebre arte de amar
Não sei das artes / Não sei amar / Estou acendimento e sem pecado / Quero um pra desvendar
Reparei que você não acentua atenta, atenua outros horizontes / versos aos montes / jogados no monitor / sem qualquer reponsa / essa habilidade de se fingir sonsa ou discreta seria para disfarçar a dor?
Nosso Primeiro Poema - Poeta Ilustrador e Poetisa do Tempo

Nenhum comentário:

Postar um comentário