sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Falta de tempo

Não que seja uma desculpa, mas uma necessidade de interiorização do tempo com suas ramificações.
Afinal o tempo é divido em componentes, elementos, ambientes, grupos e tantos outros, em 24 horas subsequentes, velha máxima, um dia de cada vez.
E há escolhas do tempo, parte não priorizada sente o tempo e quem prioriza sente falta, então sempre repetimos; É falta de tempo!
Talvez percamos o tempo ou ganhamos, mas só saberemos no final do tempo.
Então priorizo a falta do tempo com o que neste tempo, me deixa feliz. É um jogo de tempo, que só saberei se tiver tempo.
Sumayra Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário