sexta-feira, 12 de junho de 2009

Eu voltei, para ficar não sei....

Feliz dia dos Namorados,
Ou feliz Dia de São Valentim! A origem dessa comemoração é devido a um dia de jejum em homenagem a São Valentim, durante o governo do imperador Cláudio II, proibiu-se o casamento com o objetivo de formar um grande e poderoso exército. O Imperador acreditava que os jovens se não tivessem família, se alistariam com maior facilidade. No entanto, um bispo romano continuou a celebrar casamentos, mesmo com a proibição do imperador. Seu nome era Valentim e as cerimônias eram realizadas em segredo. A prática foi descoberta e Valentim foi preso e condenado à morte. Enquanto estava preso, muitos jovens davam flores e bilhetes dizendo que ainda acreditavam no amor.
Entre as pessoas que deram mensagens ao bispo estava uma jovem cega: Assíria filha do carcereiro a qual conseguiu a permissão do pai para visitar Valentim. Os dois acabaram-se apaixonando e ela milagrosamente recuperou a visão. O bispo chegou a escrever uma carta de amor para a jovem com a seguinte assinatura: "De seu Valentim", expressão ainda hoje utilizada. Valentim foi decapitado em 14 de Fevereiro de 270 d.C.
No Brasil, a data é comemorada no dia 12 de Junho por ser véspera do 13 de Junho, Dia de Santo António, santo português com tradição de casamenteiro, provavelmente devido suas pregações a respeito da importância da união familiar que era combatida pela heresia da época chamada Catarismo. O casamento - em queda na Idade Média - gerava filhos que a seita cátara condenava pois para a seita o mundo era intrinsicamente mau, ao invés de ter sido criado por um Deus bom, teria sido criado por um Deus mau.
Essa data associada ao amor romântico chega depois do final da Idade Média, durante o qual o conceito de amor romântico foi formulado.A data provavelmente surgiu no comércio paulista e depois foi assumida por todo o comércio brasileiro para reproduzir o mesmo efeito do Dia de São Valentim, equivalente nos países do hemisfério norte, para incentivar a troca de presentes entre os apaixonados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário