terça-feira, 4 de outubro de 2011

Memória Viva restaura antigas atas da Câmara

O trabalho, resultado de parceria entre a CMU e o Arquivo Público, integra o projeto Memória Viva de iniciativa do Presidente da Câmara Municipal, vereador Luiz Dutra. Além de valorizar a história, preserva o material que constitui importante fonte de pesquisa a historiadores e universidades.

Nove volumes de atas legislativas foram restaurados através de parceria entre a CMU e o Arquivo Público. Os documentos trazem circunstâncias distintas e episódios singulares que aconteceram no período de maio de 1953 e janeiro de 1993, na cidade de Uberaba, e que passaram pela Câmara Municipal. A ação integra o projeto de Preservação da História e Memória Viva do Município, de iniciativa do Presidente do Legislativo, vereador Luiz Dutra (PDT).

A diretora do Arquivo Público, Lélia Bruno, agradeceu a Dutra pela parceria que resultou na preservação do material que constitui importante fonte de pesquisa a historiadores e universidades. "Esse foram os primeiros volumes de muitos que ainda serão restaurados", comemorou os resultados. Para a pesquisadora Cíntia Gomide, é um trabalho que busca reconhecer àqueles que, apesar de não serem tão conhecidos, exerceram papel fundamental na história de Uberaba.

As atas constituem o acervo do Arquivo Público e lá permanecerão para consulta. Em breve, as atas serão digitalizadas e comporão as estantes virtuais do site Memória Viva - Câmara Municipal de Uberaba, fruto de parceria entre a CMU e a Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM. Segundo a diretora do departamento de Documentação e Pesquisa da Câmara Municipal, Sumayra de Oliveira, que coordenada a parceria, a disponibilização documental no site tem como objetivo ampliar e facilitar a promoção do conhecimento a historiadores e universidades.

Curiosidades - Os exemplares recontam importantes momentos de Uberaba. A ata de 1961, por exemplo, traz registro de paralisação da empresa Líder da época, causando prejuízos para o município e, principalmente, para os usuários do transporte coletivo. Como forma de conter a manifestação, em 07 de julho do mesmo ano, a Câmara decretou estado de emergência e ainda solicitou a intervenção federal no caso. O curioso é que fato semelhante aconteceu na década de 80 envolvendo a mesma empresa.  Como esse, inúmeros fatos que marcaram a história do Legislativo estão vivos nas renovadas páginas das atas. "São momentos marcantes na história de Uberaba que não podem ser esquecidos. A restauração dessas atas é uma forma de fazer nossa parte no processo de eternização da memória do município", salientou o presidente.  

Site - Ainda em fase de construção, o site traz informações sobre atas, legislaturas e ex-vereadores, leis orgânicas, documentos especiais e espaço para o Projeto Histórias de Vida. Importante instrumento de informação e pesquisa da história de Uberaba, está previsto para ser lançado dia 06 de dezembro, na própria universidade, durante o seminário de apresentação à comunidade do resultado do convênio entre a Câmara e a UFTM.

Nenhum comentário:

Postar um comentário