domingo, 2 de maio de 2010

Museu do Clube da Esquina

O ministro da Cultura, Juca Ferreira, está entusiasmado com a ideia de ajudar a viabilização da proposta da sede do Museu do Clube da Esquina, de Belo Horizonte. Na manhã desta terça-feira, 27 de abril, em Brasília, ele recebeu Márcio Borges e Cláudia Brandão, diretores do Clube da Esquina, que vieram acompanhados do chefe da Representação Regional do MinC no Rio de Janeiro, Adair Rocha.

Na ocasião, foi apresentado ao ministro o projeto, que inclui museu virtual, museu vivo (itinerante) e museu físico, sendo este último o principal motivo da audiência. “Apesar de desenvolver várias atividades, o museu ainda não tem sede própria, dificultando, por exemplo, a ministração de cursos, oficinas, palestras e outras atrações direcionadas à música”, disse o compositor e escritor mineiro.
“O MinC quer ajudar, sou fã dessa ideia”, expressou Juca Ferreira, acrescentando que “música é a arte mais bem desenvolvida no Brasil, reconhecida no mundo inteiro”. Durante a reunião, chegou a telefonar para o prefeito Marcio Araujo de Lacerda a fim de propor uma parceria com o objetivo de viabilizar a iniciativa.
“A Prefeitura entraria com a casa e o Ministério com a adaptação do imóvel para o museu”, disse o ministro da Cultura ao chefe de gabinete que o atendeu, já que o prefeito de Belo Horizonte não se encontrava.

Ainda foi levantada a possibilidade do antigo Cine Pathé, localizado na Savassi, região nobre da capital de Minas Gerais, tornar-se a sede da instituição. “O Clube da Esquina agrega o que há de melhor da música mineira, e é excelente a ideia de fazer um centro, de onde pode haver a dinamização dessa música. O MinC tem o maior interesse”, acentuou o ministro Juca Ferreira.

Clube da Esquina

Como movimento musical, o Clube da Esquina nasceu nos Anos 60, a partir da amizade do cantor, compositor e instrumentista Milton Nascimento com os irmãos Borges - Lô, Marilton e Márcio. O primeiro LP, intitulado com o mesmo nome do grupo, foi gravado em 1972 e logo chamou a atenção pela riqueza das letras e a mistura de sons. Dentre as músicas, Tudo o que você podia ser, Um girassol da cor de seu cabelo, ambas de Lô Borges e Márcio Borges, e Nada será como antes, de Milton Nascimento e Ronaldo Bastos.

Juca Ferreira e Adair Rocha receberam das mãos dos diretores suas carteirinhas de sócios honorários da Associação dos Amigos do Museu Clube da Esquina. Atualmente, a entidade conta com 154 integrantes e vem sendo mantida com a promoção de eventos, como apresentações musicais e palestras em outras cidades brasileiras, encontros nos quais a parte histórica do movimento é enfatizada.

Saiba mais sobre o Clube da Esquina: www.museudapessoa.net/clube.

(Texto: Gláucia Ribeiro Lira)

(Comunicação Social/MinC

Nenhum comentário:

Postar um comentário