quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Por que ele tem medo?*



O passado virou o diabo para o Prefeito de Uberaba, comandado como mote em seu apoio à campanha eleitoral do PT.  O passado representa para o prefeito duas derrotas nas eleições municipais e a influência econômica em Uberaba. Por isso, tantos ataques e manipulações de todo tipo no seu governo e em seu modo de campanha.

Mas, que medo é esse? É possível tal passado parar o avanço local?

Primeiro, o passado é para ele a história de suas derrotas pessoais o que lhe causa tanto medo, ao ponto de passar horas e horas ligando pessoalmente para os 300 mil moradores da cidade de Uberaba, implorando o voto para seu candidato. 

Moradores que estão vivendo um verdadeiro estado de guerra, devido à falta d'água e de ação do Anderson Adauto em defesa da cidade.

Segundo, o processo de desenvolvimento e crescimento que Uberaba se encontra não é um fato isolado no país. Não é Uberaba que cresceu, é o Brasil que desenvolveu em uma onda internacional de crescimento econômico da China e da America latina.

O prefeito Anderson, afirma que devemos ter medo do passado.  Porque o passado alimentava a participação de um pequeno clã, nas decisões públicas. O avanço democrático brasileiro, o controle social das organizações governamentais e não-governamentais não permitem mais governos estabelecidos em clãs. 

Como aliás, o destemperado do Prefeito local, tentou fazer nesse processo eleitoral em torno do nome de Rodrigo Mateus, e está fazendo agora com o PT - excluindo a militância partidária e colocando seu exército de cargos comissionados na campanha.

O PCdoB que esteve ao lado de Anderson Adauto nos últimos anos, rompeu sim com o Prefeito em Janeiro deste ano, quando o mesmo afirmou que só interessava realizar a velha e boa confusão política para não deixar Paulo Piau ser candidato.

E esse é outro medo de Adauto, a falta das bases de sustentação do seu governo e ter que voltar às situações de incerteza relativa à sua carreira política nas próximas eleições.

Mas, o medo que literalmente tira o Prefeito do eixo é o preparo técnico e a experiência de Paulo Piau. Medo que Piau catalize os descontentamentos com o seu governo, que são; o trato com o servidor público, o desrespeito com o cidadão, as denúncias de envolvimento em corrupção no esquema como do mensalão e a falta de cuidado com a cidade e o povo, que continua arder em Uberaba. E principalmente que Paulo se torne historicamente um bom prefeito. Fato que Adauto sabe ser verdade e o faz tremer de tanto medo.

 No fundo o que Anderson Adauto quer é que ninguém com mais capacidade, experiência e preparo governe Uberaba.  Esse  é o verdadeiro medo dele, a perda da liderança popular onde  o seu ego não permite reconhecer o que é melhor para povo de Uberaba.

*Sumayra Oliveira – Presidente do PCdoB de Uberaba

2 comentários:

  1. Um otimo texto, Sumayra. Com a ressalva de que, dizer que Paulo Piau será um bom prefeito é o mesmo que garantir que o Brasil vai ganhar a próxima Copa do Mundo de Futebol.
    Jamilton Souza

    ResponderExcluir
  2. cara Sumayra

    entendo o que vc diz sobre o atual prefeito e até concordo em partes contigo, mais dizer que o que Uberaba cresceu é reflexo só de uma ¨onda¨ me faz pensar que você não sai dai a algum tempo, posso ter que discordar de ti pois a 2 anos não moro mais em Uberaba e estou atualmente na dita potencia de crescimento Brasileiro que é o nordeste, o mesmo que esta a alguns anos nos topos das pesquisas de emprego e infra estruturas que mais se alavancaram. pude ir a Uberaba 2 vezes esse ano e fiquei admirado de ver tamanha mudança que a cidade apresentou, claro que isso é obrigação do governante, mais lhe convido a ir na vizinha Uberlandia conhecer como os candidatos à prefeitura da mesma tem se espelhado no governo do atual prefeito de Ura pra poder dizer que Udia parou no tempo em quanto Ura cresceu, moro em Aracaju-Se que é Capital e cidade turistica e não vi tanta mudança assim aqui como vi em Ura, não sou militante do atual prefeito e nem de nenhum outro mais vou lhe dizer com toda certeza, a gente só da valor depois que perde e com certeza todos sentirão falta do governo Anderson daqui um tempo, não to aqui dizendo que ele é perfeito, ele erra e muito, mais seus acertos foram bem maiores do que de todos os que passaram antes dele, reflita

    ResponderExcluir